CNCCR 
Início | Objectivo | História do Dia da Árvore | Árvores Centenárias | Plantar uma Árvore | Programa Oficial | Bosques

Bosques do Centenário

Notícias

<< voltar

24-11-2010 | CM Castelo de Paiva

Câmara de Castelo de Paiva aderiu à iniciativa “ Bosques do Centenário"…

img_01_Castelo_Paiva

img_02_Castelo_Paiva

Dando seguimento à sugestão proposta pela Associação Nacional de Municípios Portugueses, pela Autoridade Florestal Nacional, pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, pela Quercus, e pelo Movimento Cívico Limpar Portugal, a Câmara Municipal de Castelo de Paiva aderiu à parceria para dinamizar o projecto “Bosques do Centenário”.

Com este projecto pretendeu-se associar o “Centenário da República Portuguesa” ao “Ano Internacional da Biodiversidade” através da implantação de monumentos vivos nos Municípios portugueses, constituídos por 100 plantas (árvores/arbustos) autóctones portuguesas e a CM de Castelo de Paiva, através do seu Gabinete de Ambiente, participou ontem na iniciativa, desenvolvendo uma acção que juntou duas gerações de paivenses, crianças e seniores, unidos no mesmo objectivo, de protagonizar no território municipal um “ bosque do centenário”.

A presente acção irá prorrogar-se no tempo, sendo que, para este efeito, aos Municípios aderentes serão periodicamente propostas actividades que terão como divisa a sensibilização da sociedade portuguesa para a importância de uma cidadania activa e da preservação e conservação da natureza.

Assim, em termos práticos nesta primeira fase do projecto “Bosques do Centenário” que decorre entre os dias 22 e 28 de Novembro, com um especial enfoque para o dia de ontem, por ser o Dia da Floresta Autóctone, no âmbito da qual se propõe aos Municípios aderentes que, com o envolvimento da população local, designadamente a comunidade escolar, a população sénior, as associações de apoio a deficientes e a Comissão Local de Protecção de Crianças em Risco, procedam ao plantio, em local a seleccionar por esse Município, de um pequeno Bosque com 100 árvores/arbustos, que serão doados pela Autoridade Florestal Nacional, pela QUERCUS e pelo ICNB.

Atenta á importância e relevância da iniciativa, de âmbito nacional, a CM de Castelo de Paiva associou-se a esta actividade, a qual foi evidenciada pelo presidente Gonçalo Rocha, que marcou presença na acção e não deixou de colaborar com os participantes na plantação das árvores, realçando o legado que irá originar para as gerações vindouras.

Para o edil paivense, o principal objectivo desta acção dedicada à floresta passa pela sensibilização e informação da importância das florestas, na prevenção de incêndios e na conservação da biodiversidade, por isso, a participação de todos nesta actividade deve ser assumida como um dever de cidadania.

A iniciativa de plantar Bosques poderá prosseguir no futuro como um movimento de cidadania para a criação e manutenção de bosques de floresta autóctone, através de vários tipos de acções, tais como recolha de sementes e plantações ou a limpeza e manutenção dessas florestas.

Em Castelo de Paiva, a acção realizou-se ontem à tarde e foi apadrinhada pela Escola EB1 Picão, tendo a participação dos seniores do Centro Social de Sardoura e da Santa Casa da Misericórdia, para além da Brigada de Sapadores Florestais, sendo que a zona que recebeu o plantio das várias espécies de árvores situa-se próximo da Zona Industrial de Lavagueiras, na freguesia de Pedorido.

Ao todo, os voluntários plantaram 100 árvores: 25 carvalhos nacionais, 15 pinheiros mansos, 20 cerejeiras bravas, 15 medronheiros e 25 carvalhos negrais que vão ser cedidas pela Autoridade Florestal, através do seu viveiro localizado em Amarante.